Arquivo para maio \31\UTC 2010

‘Cause everybody has a poison heart

 Coração Envenenado: Minha Vida com os RamonesSaudações companhas, hoje vou indicar um livro para a galera.

“Coração Envenenado: Minha Vida com os Ramones” pode ser definido com uma “longa entrevista” de Dee Dee Ramones, nascido Douglas Glen Colvin, natural da Alemanha(muitos não sabem disso), filho de pai militar americano servindo na Alemanha pós-guerra com mãe alemã, à Veronica Kofman.

Leia mais

Aumente seu volume

A cada fim de semana vamos lançar Playlists pra vocês ouvirem!

Músicas criteriosamente selecionadas pra você ouvir em casa, no ônibus, no trabalho, na academia, etc.

Playlist Break The Amps #1:

Alesana – The Thespian
Carbona – Urbânia Diga Adeus
Company of Thieves – Around The Block
Dio – Rainbow In The Dark
Evanescence – October
Los Fastidios –  La Tumba
Millencolin – Penguins and Polar Bears
Nine Inch Nails – The Hand That Feeds
Rainbow – Rainbow Eyes
The Sounds – Midnight Sun
Them Crooked Vultures – Bandoliers
Vampire Weekend – Campus

Clique Aqui para baixar e divirta-se!!!

@breaktheamps

A morte de deus

Dio em ação

Dio tinha uma voz cativante. Daquelas que é impossivel escutar impassível. Dono de uma carreira extremamente sólida, serviu de referência para muitos outros músicos, desde o dia em que abriu um show para o Deep Purple na década de 70. Nesta época fez uma participação no album solo do baixista Roger Glover e após a sar do Deep Purple, o guitarista Ritchie Blackmore convida-o para montar uma banda. O Rainbow.
Leia mais

Novidades por vir… Evanescence

Ahhh Não faz essa cara vai… vamos desmistificar essa coisa de má impressão e descobrir afinal, O que é o Evanescence!

Bom, é difícil falar da sua banda do coração, porque as vezes a imagem se distorce conforme a emoção que se sente. O Evanescence foi o primeiro contato que tive com uma mundo sem regras do Rock. Onde é possível que guitarras obscuras, riffs pesados e notas de piano façam parte da mesma história. Mostrando q o escuro e a luz vivem no mesmo espaço, portanto a alegria e a tristesa tbm habitam a mesma pessoa.

Esse é o Evanescence… Guitarras brutas, notas doces de piano. Riffs obscuros e canto angelical. Para quem curte o peso do Rock sem abrir mão da beleza que uma boa música proporciona!

Leia mais

Inspiradores

Olá a todos …
Hoje o post é dedicado a Pri, uma amiga minha que disse que iria olhar o blog todos os dias !!
Bom um belo dia estava sem nada pra fazer e decidi entrar no meu myspace, ( que a amiga priscila me ajudou a montar !! hehe.) para ouvir umas músicas novas, e como um estalo na mente pensei – o que será que está rolando de música alternativa na França ? – e na primeira colocação estava uma banda que nunca tinha ouvido falar.


Leia mais

Sem titulo ou de manhã cedo?

Hey, como todas as quartas aqui estou!
Hoje como combinado com @wandcookie vou falar da banda Alesana, nossa primeira banda screamo aqui no break the amps!

O alesana é uma banda de screamo da Carolina do Norte que surgiu em 2004, sua formação atual conta com Shawn nos vocais/guitarra, Dennis nos vocais (o gritado),Jeremy na batera, Shane no baixo, Pat e Jake nas guitarra, esse sexteto da carolina do norte, forma o alesana, uma banda com 4 albuns lançados e uma partipação no ‘Pop goes Punk 2″ um cd onde bandas da cena produzem uma versão punk de uma musica pop, eles gravaram “What goes around” de ninguem menos que Justin Timberlake, porem as parcerias do alesana não param por ai, eles tambem representavam a marca Skelanimals, onde o slogan diz “dead animals need love too”, são bixinhos fofos, porem mortos que enfeitam de roupas a maquiagem, e o alesana era uma das bandas assim como o paramorem que usa essa marca.
Leia mais

Black Drawing Chalks

A banda de hoje também é nacional!

São 4 caras de Goiânia que cantam em inglês, e basicamente as músicas falam de mulheres e bebidas (yeah!).
Formada por Victor Rocha – Guitarra e Vocal, Renato Cunha – Guitarra e Backing Vocal, Denis de Castro – Baixo, Douglas de Castro – Bateria.

A idéia de formar uma banda começou com Victor Rocha e Denis de Castro durante a faculdade de Design Gráfico (legal hein), logo chamaram Douglas de Castro para se unir e depois Renato Cunha.
O nome da banda deriva de uma marca alemã de material para desenho. Traduzindo o nome da banda significa “carvões pretos para desenhar”, algo constante na vida deles.
Leia mais